SABER PEDIR. SABER RECEBER


Por Jorge Fireman
Aos 26 anos tinha um corpo ativo e com autonomia. Pedalar era a minha paixão. Sentia-me feliz, mas algumas coisas me inquietavam. Não me considerava humilde, apesar de gostar de ajudar as pessoas. Também não gostava de pedir ajuda. Tinha o lema: “quem quer bem feito, faz”. Sentia que esse comportamento incomodava as pessoas e a mim.
Pedia a Deus para ser mais humilde e viver tranquilo com estas questões. Meu pedido foi atendido. No ano de 2003 fui atropelado quando guiava minha bike indo a caminho do trabalho. Parece loucura, mas o acidente me trouxe a oportunidade de ser mais humildade e menos orgulhoso. O mais maravilhoso de tudo foi o mergulho na fé.
Na época do acidente eu estava cursando o último semestre da faculdade de Educação Física. Fazia muitos planos, inclusive ir embora para a Europa. Com todos os desafios consegui concluir o curso de EDF. Hoje, sou funcionário público concursado e professor universitário. Graças a Deus !!
A perda da autonomia tumultua a mente do indivíduo, mas pela dor descobri que não se anda somente com as pernas e que pedir ajuda para fazer bem feito é muito prazeroso. Já se passaram 09 anos. Nunca foi e não é fácil lidar com os desafios e as dúvidas. São fantasmas e provações dias e noites.
A FÉ que cresce a cada dia é a força que me move. Continuo fazendo pedidos a Deus e junto peço sabedoria para o que virá. O “não” de Deus também é graça alcançada. O amor de Deus é sublime, por isso nos protege de todo modo. Nós é que compreendemos pouco, somos limitados demais.
A sabedoria é uma arte (Pv 4:6-7) e ser humilde exige um trabalho diário em fé.
Agradeço a Deus pela vida e por cada palavra aqui escrita.
“Não existe nada melhor do que ser amigo de Deus, caminhar seguro na luz, desfrutar de seu amor, ter a Paz no coração, viver sempre em comunhão, e assim, perceber, a grandeza do poder de Jesus, meu bom pastor”.   
Um forte abraço, Jorge Fireman.

Página Facebook